4.7.12

até um dia, se esse dia realmente chegar.



Procura, mas procura bem. Encontra a felicidade, ela há de estar por aí. Mas uma coisa tenho a certeza que nunca mais vais encontrar, porque ela é única. O meu amor; é único, diferente, especial, muito mais forte que qualquer outro que alguém possa nutrir por ti. É mais forte que o simples amor familiar, que o amor de um amigo, ou até que qualquer amor verdadeiro. Este amor, é quase eterno, parece não escassear. Aliás, com o tempo, apenas parece fortalecer-se na minha dor e na falta que causas, parece fortificar-se, ganhar novas formas e novo tamanho. Aposto de olhos fechados, em como não encontrarás alguém que ame todas as tuas falhas, todos os teus defeitos, e que os torne algo bonito e único. Tenho a mais pura das certezas que nunca vais encontrar alguém que te ame durante duzentos e setenta e quatro dias, cheios de dor, onde apenas poucos mais de noventa dias foram felizes. Mas essa felicidade, foi de ambos, e foi uma felicidade tal! Essa, nunca trocaria por nada. Mas tu… tu fizeste-o, trocaste a nossa felicidade, e não me interessa pelo quê. Lá estou eu, perdida nos meus devaneios, quando se trata de ti é assim. Mas, voltando ao verdadeiro assunto; durante grande parte desses dias, conheci o teu pior lado, o teu lado mais frio e insensível. Conheci esse teu lado que preferia que nunca se tivesse manifestado perto de mim. E mesmo agora que o conheço, que lido com ele diariamente, correria para os teus braços como uma pequena criança se me fosse dada novamente essa escolha. E sabes, torço para que nunca encontres alguém como eu, que ame todos os teus pequenos e insignificantes pormenores. Assim, poderia ser que um dia sentisses a falta do meu amor. Nem que não fosse falta minha! Apenas do meu amor, de ser verdadeiramente amado, de te sentires perfeito e feliz durante uma pequena eternidade. Lembro-me de me sentir feliz com o desprezo que davas às outras, e agora… oh, lá estou eu novamente a divagar! Nunca encontrarás alguém que repare na forma como os teus olhos de um límpido azul se iluminam cada vez que o teu sorriso é verdadeiro. Essa luz, era o que me permitia sorrir também, alguma vez te contei? Diz-me, para além de mim alguém reparou no engraçado sinal que possuis na bochecha esquerda? Ao meu olhar, esse pormenor é importante, e lindo. Oh, e aquele jeito divertido que tens no Outono, quando saltas em cima das folhas secas largadas pelas árvores? Lembro-me de me sentir protegida ao pé de ti. Mesmo quando fingias que me ias mandar para a frente de um carro, ou quando fingias me apertar o pescoço (nunca vi ninguém fazê-lo com tanto cuidado), quando gritavas o meu nome e assobiavas para o cão que se encontrava do outro lado da estrada, ou até quando eu te segurava e arrastava comigo para o meio da estrada sem sequer olhar para os dois lados à procura de perigo, simplesmente sabia que contigo estaria segura. Se calhar era o teu metro e oitenta e quatro, a tua estatura esguia e magrinha, o teu magnífico sorriso, ou o carinho com que me olhavas, fosse o que fosse, fizesses o que fizesses, sabia que não corria nenhum perigo. Aliás, se todo o mal do mundo me caísse em cima, tinha a certeza que bastava tocar numa das tuas mãos gigantes e fortes para afastar toda essa sensação. Será que algum dia vais voltar a transferir essa sensação a alguém? Ou será que algum dia conseguirei ter essa sensação estando ao lado de outra pessoa? Lembraste quando gozava com a tua barba? Lembro-me tão bem! Mandavas-me calar, mas eu continuava a gozar com os teus minúsculos pêlos. E na verdade, eu amava isso também, apenas nunca to disse. Como poderia dizer-te que a tua barba é perfeita, pelo menos ao meu olhar? E o teu perfume, embora não fazendo verdadeiramente parte de ti, também era sedutor, e me cativava. Na rua, todos me pareciam ter o teu cheiro, e imaginava-te a aparecer vindo de algum canto. Procurava-te constantemente entre as pessoas, mesmo sabendo que não te poderia encontrar. E sabes? Ainda agora continua a ser assim. Mas, o que mais me magoa no meio de tudo isto, no meio de tanta dor, é teres dito que tiveste encontros e conversas melhores. Isso foi tão fraco da tua parte, e feriu-me tanto! Conseguia sentir o meu coração a desfalecer, a partir-se. Senti-me estragada, como se nunca mais pudesse funcionar, como se nunca mais pudesse sorrir ou olhar para a luz do sol. E foi aí que me convenci de que não necessitava de ti, que se te convencesse que tinha seguido em frente, que conseguiria tornar essa mentira real. Mas nunca foi assim! Por mais coisas horríveis que te dissesse, por mais que parecesse que saía a ganhar, as tuas palavras continuavam a magoar-me, a ferir-me, a partir mais um pouco o meu coração. E essa dor era infinita. Tu não tinhas razão para inventares isso, para criares uma mentira que me magoasse, por isso, apenas posso crer que é a verdade. Que o que era perfeito para mim, era estúpido e insignificante para ti. Quando te disse que o teu primo me fazia lembrar-te, não me referia à estrutura, ou ao modo como escrevia mensagens. Referia-me aos encontros, porque de algum modo, eu tentei reconstruir os nossos encontros com ele, e era bom. Só nunca era perfeito, como seria se estivesse contigo. E algumas frases que usavam, eram iguais. Mas que te interessa isto? Aí está, deixou de interessar há bastante tempo. Já desisti de procurar de quem foi a culpa, já desisti de procurar formas de te trazer de volta, já desisti também de chorar. A única coisa que permanece imbatível, é o mau humor que formei à minha volta para me proteger, e o amor que infelizmente, não acaba. E novamente, já divaguei demasiado, já estou a milhas do assunto original. Será que alguém vai reparar nos teus enormes e grossos dedos? Ou nas tuas unhas, invulgarmente grandes. Sinceramente, tudo em ti me parece tão grande, e… sei lá, perfeito!? Até a tua boca. Tem esse feitiozinho de boca de peixe, mas por mais que diga mal, que a critique, estarei apenas a enganar-te a ti. Porque eu sei, e toda a gente sabe, que lá no fundo, também a amo. Sempre que a vejo, a minha única vontade é poder tocá-la com os meus lábios delicados. É poder de algum modo apagar esta distância e frieza entre nós. Mas isso, nunca irá acontecer, pois não? Porque deixei de fazer parte do teu mundo. Porque de algum modo, o amor que sentiste por mim transformou-se em ódio. Porque de alguma maneira que não compreendo, o meu pior pesadelo realizou-se, e para ti, sou menos que nada. Sou apenas lixo, e nem te importarias sequer se deixasse de respirar. Aliás, tu mesmo me disseste que por ti, poderia ir para Marte porque não te faria falta, ou que poderia pôr a cabeça debaixo de um carro que não te importarias. Por isso, aconteça o que acontecer, não tenho medo. Sei que não há nada pior no mundo que ouvir estas palavras do homem que se ama. Continuas a ser a minha fraqueza, o meu maior desejo e o meu maior pesadelo. Até um dia, se esse dia realmente chegar. 

~ 95 ♥: ~

Joana Figueiredo says:
at: 04/07/12, 13:06 disse...

por vezes sim querida, mas também tens que ir a luta e quando o tiveres tens que lutar bé (:

Marina Pinho says:
at: 04/07/12, 13:41 disse...

:s

Sara Louro says:
at: 04/07/12, 14:07 disse...

uau, está realmente muito bom! já sigo o teu blog!

Vanessa ൪ says:
at: 04/07/12, 16:24 disse...

gostei *

Joana Figueiredo says:
at: 04/07/12, 18:39 disse...

os teus textos são tão lindooos *.*

Aurora says:
at: 04/07/12, 21:05 disse...

Não sejas assim, minha querida. <3

Cláudia Ribeiro. says:
at: 05/07/12, 01:25 disse...

Pois é. Não tens que mudar, tens que ser feliz. Se não, não valeria a pena viver.

marianad. ♥ says:
at: 05/07/12, 02:14 disse...

mas ó fofinha olha para ti, tu ao saberes das coisas pela tua melhor amiga , só te está a magoar mais . se o queres esquecer e ao sofrimento que ele te provoca . não tens que saber nada pela tua melhor amiga .
eu acho que o melhor era mesmo falares com ele , podias sofrer , sim , não digo que não irias sofrer mas pelo menos tiravas todos esses macaquinhos da cabeça .
ficavas muito mais leve e depois aí decidias o que fazer . não digo que essa conversa fosse fácil , mas pelo menos esclarecias tudo $:

sofia m. says:
at: 05/07/12, 09:56 disse...

Que lindo ;)

Marisa Engenheiro says:
at: 05/07/12, 09:59 disse...

Sim eu sei que tens razão, mas ouvir aquilo..sei lá, doeu. Não, foi na semana passada. Hoje vamos estar todos juntos, ela convidou o grupo todo para a casa dela...

EBA ☮ says:
at: 05/07/12, 10:39 disse...

é tudo bastante complicado para se resumir em poucas palavras.. s:

Marina Torres says:
at: 05/07/12, 12:52 disse...

Oh querida, vais ver que um dia quando ele perceber que ninguém irá gostar dele como tu que ele vai dar muito valor e aí, vai ser tu que vais dizer que já é tarde demais.

listen to your heart says:
at: 05/07/12, 13:13 disse...

um pouco, mas nada que não se resolva linda :)

addy ♥ joão says:
at: 05/07/12, 14:25 disse...

mas o que estás a sentir neste momento? :S

andrii says:
at: 05/07/12, 15:35 disse...

Oh, tens de deixar o orgulho de lado! Eu também sou muito orgulhosa nessas coisas, mas já tive de deixar o orgulho de lado, por amor, e mesmo que não tenha dado em nada, acredita que não me arrependo nem por um segundo.
Sim, eu também acho que é isso, no namoro à distância, porque, sou sincera, eu acredito em relações à distância, mas acho que em duas semanas, não se forma uma relação tão forte assim (aliás, eles conheceram-se há duas semanas, não podem ter logo logo começado a namorar).

Andreia says:
at: 05/07/12, 16:00 disse...

Olá!! Acabei de descobrir o teu Blogg.
Woww adorei aquilo que escreveste! Está lindo *.*
Apesar de tudo, e de estares a sofrer, a forma como o descreveste, cada pormenor...está lindo.

Sabes já me encontrei assim, e acredita não vale a pena criares uma nuvem de mau humor à tua volta. Por muito que ames uma pessoa, os outros não merecem que te zangues por algo que não podes lutar mais.
Em relação à confiança é algo que é normal, quando a nossa melhor amiga nos magoa, pensamos que acabou, porque até a pessoa em quem acreditávamos mentiu-nos.
Apenas te digo que o tempo ajuda. Não cura apenas ajuda a suavizar a dor e a distância.

Vou seguir :)

Raquel says:
at: 05/07/12, 16:30 disse...

Obrigada querida :) Vou fazer o mesmo
O teu blog é lindo!

Joana Filipa says:
at: 05/07/12, 17:02 disse...

obrigada! também segui (:
é com a minha ''família''.

Kishikiari says:
at: 05/07/12, 17:11 disse...

bonito texto

mafalda. says:
at: 05/07/12, 17:13 disse...

Não és a única querida :)
Olha podes explicar uma coisita? Quando escolhemos um tema para o nosso blog e fazemos o download, ele vem em xml ou lá o que é.. e quando tentei carregar o tema no blog, deu erro s:

Renata says:
at: 05/07/12, 17:45 disse...

Eu acho que o melhor era ela não te contar.

Carina Sofia Salgado says:
at: 05/07/12, 17:59 disse...

só quero que sejas forte :))

Aurora says:
at: 05/07/12, 18:05 disse...

Está sim, querida. Mas de que vale? <3

inês says:
at: 05/07/12, 18:11 disse...

muito obrigada!

primeiro que tudo, o teu blog é muito bonito! e este texto... tanto sentimento nele descrito. força!

Mia says:
at: 05/07/12, 18:21 disse...

mt bonito


http://pegadafeminina.blogspot.pt/

Cláudia Ribeiro. says:
at: 05/07/12, 18:32 disse...

Mas não impeças as coisas de acontecerem.

marianad. ♥ says:
at: 05/07/12, 18:34 disse...

Olá... Desculpa a publicidade, mas ando a realizar um concurso amador no meu blog, apenas quero ajudar a divulgar otimos blogues que encontro todos os dias, mas que são pouco ou nada reconhecidos. Queria saber se queres participar nesse pequeno concurso amigável.
Antes de pensares que não, que é uma perda de tempo, que nunca ganhas nada, e ignorares esta publicidade, peço-te para ires ler como funciona o concurso, deixo-te aqui o link e fica nas tuas mãos.
Link: http://marianaaduarte.blogspot.pt/p/um-concurso-amador.html

Espero que não ignores este concurso, é uma boa oportunidade para o teu talento ser reconhecido. Beijinho, Mariana Duarte.

Vanessa ൪ says:
at: 05/07/12, 18:36 disse...

sim :)

marianad. ♥ says:
at: 05/07/12, 19:13 disse...

em vez de estares a saber as coisas pela tua melhor amiga , porque não falas com ele?
e perguntas porque é que és um assunto frágil, porque assim só estás a criar feridas dentro de ti :\

Algo Estranho... Alguém Diferente! says:
at: 05/07/12, 19:51 disse...

pois querida... por vezes o que falta é mesmo a falta de abertura. eles deviam contar-nos logo o que se passa...

que rapaz?

Sara Louro says:
at: 05/07/12, 20:04 disse...

nada de mais? é mesmo muito giro o teu blog :) obrigada :3

Margarida says:
at: 05/07/12, 20:09 disse...

adorei o texto, simplesmente lindo :o

Pedacinhos de mim says:
at: 05/07/12, 20:15 disse...

Muito obrigado, também gostei bastante do que aqui li. Continua com esse sentimento nas palavras, com essa força no coração. Irei seguir também. Um Beijo :)*

Joana Figueiredo says:
at: 05/07/12, 20:18 disse...

então pronto :b, tudo facilitado bé *

Joana Figueiredo says:
at: 05/07/12, 20:18 disse...

São pois :o

Marta Almeida says:
at: 05/07/12, 20:40 disse...

Não é bem assim, com o tempo a passar pode ser que consigas ir te esquecendo dele, tu tens é de ter força de vontade! Ele é má pessoa, tens de ter força para dizer que chega de chorar por ele enquanto ele está feliz!

listen to your heart says:
at: 05/07/12, 21:09 disse...

que tudo acabe aquilo que nós construímos :s

Marina Pinho says:
at: 05/07/12, 21:40 disse...

É mais velho ou mais novo? ahahah

Maria Rodrigues says:
at: 05/07/12, 21:46 disse...

ahhaha q LOOL linda *

Isaa ♥ says:
at: 05/07/12, 22:17 disse...

sim sim!
mais um texto lindo!
tens de ter força!

Bruna Silva says:
at: 05/07/12, 22:21 disse...

antes de mais, escreves de uma maneira muito única e especial. tens um coração de ouro e é pena este estar a ser magoado por outro alguém. desejo-te toda a maior força do mundo e espero que um dia tudo se resolva, se possível, o mais rápido possível. nunca duvides de ti e lembra-te: sorri sempre, mesmo que doa! um beijinho grande (:

Neuza says:
at: 06/07/12, 00:28 disse...

Oh, princesa, obrigada por todas as tuas palavras (:
vais encontrar sim, não sabes o dia de amanhã, nem o futuro, não sabes o que te espera e quando menos esperares aparece-te o teu principe, acredita no que te digo .
quanto a este texto está incrivel, não tenho palavras para o descrever, tudo se vai compor, com o tempo tudo se vai resolver e agora é seguir em frente, de cabeça erguida e firme.
" princesa é aquela que cai de tennis e levanta-se de saltos."

m. says:
at: 06/07/12, 00:43 disse...

Agora é que disseste uma grande verdade!

Raquel says:
at: 06/07/12, 01:05 disse...

Oh, obrigada, mas gosto mesmo muito do teu ;)

Marisa Engenheiro says:
at: 06/07/12, 11:38 disse...

é conforme. ás vezes também me afasto

S. says:
at: 06/07/12, 11:44 disse...

talvez este texto seja mesmo isso. um texto. o seu tamanho e o seu conteúdo demonstram-no. é bom saber que sendo tão nova escrever tão bem.
beijinho

catarina says:
at: 06/07/12, 14:04 disse...

Que lindo. Estou a seguir*

andrii says:
at: 06/07/12, 14:49 disse...

Pois, acho que tens razão, minha linda... <3

carinapeixoto says:
at: 06/07/12, 16:22 disse...

Ohh princesa e está lindo como sempre (:
ps: desculpa a demora, mas com a escola a paciencia para cá vir era pouca :s

Joana Filipa says:
at: 06/07/12, 20:01 disse...

não sei se me vais querer ouvir, e sem tens disponibilidade para tal.

Sarafaela says:
at: 06/07/12, 20:27 disse...

oh princesa, é o que eu digo acho que voces os dois terem 'acabado' qualquer que fosse a vossa relação foi o melhor para os dois, agora terão que seguir com os vossos caminhos em frente, ele já o fez agora tu terás que fazer o mesmo, por mais que doa, por mais que custe : )

Marina Torres says:
at: 06/07/12, 21:48 disse...

Dizes isso, mas vais ver que com o passar do tempo vais perceber que as pessoas nem sempre merecem segundas oportunidades.

addy ♥ joão says:
at: 06/07/12, 22:49 disse...

entendo, mas tens de ser forte, e sinceramente tens de perceber o que sentes. Tens de desligar um pouco de tudo e perceber-te a ti propria. Porque se andares nestas "confusoes", não é bom para o teu bem estar.
muito obrigada mesmo! fico feliz por saber isso"

Andreia says:
at: 06/07/12, 23:31 disse...

Obrigada, tudo o que disse é verdade, porque daquilo que escreveste é parecido a algo que eu já passei...
É sempre complicado... por muito que o mau-humor pareça desaparecer a tua dor e te faça sentir melhor quando deres por ti vais estar num lugar tão profundo que vai ser complicado de lá saíres. Vai por mim, ao principio eu também estava assim, mas a partir do momento que comecei a sorrir e a deixar de importar, deixou-me melhor. Consegui a confiança da minha melhor amiga e conseguimos voltar ao que éramos embora agora estejamos mais juntas... (como disse aconteceu-me uma coisa parecida) Só tens é de não deixar que isso te afecte porque se ele não se importa contigo, como disse, tu tens de supera-lo e ser tu mesma. A confiança da vossa amizade é algo que com tempo, paciência e com MUITA conversa vai lá. E se não a queres perder e já estás a tentar é meio caminha andado para voltares a confiar.

- Susana . says:
at: 07/07/12, 11:34 disse...

espero que sim princesa :)

Algo Estranho... Alguém Diferente! says:
at: 07/07/12, 12:03 disse...

a minha vida, digamos que é uma longa história (:

o meu livro?? olha, deixo-te aqui a contracapa para teres uma ideia.

Contracapa: O relato dramático e pungente de uma mulher ainda menina que aprende a viver com as desilusões que a vida lhe dá e a fazer disso o seu maior triunfo.

Sinopse: Lara, uma rapariga que, desde cedo, sofre uma vida conturbada, marcada sobretudo por abandono, maus-tratos e rejeição. Completamente sozinha, vê-se debruçada sobre um mundo onde nada a atrai. Procurando estabilidade, vive o seu primeiro relacionamento. Mas será que Lara vai encontrar o reconforto que tanto necessita? Encontrará ela a forma de ultrapassar os obstáculos que lhe surgem e transformá-los em vitórias alcançadas e, quem sabe, com isso conquistar a felicidade?!
Nesta história avassaladora, o leitor é transportado para o mundo enigmático da vida, onde as fragilidades vêm ao de cima e a procura do reconforto emocional é a ponte para a sua concretização. Uma lição de vida, cujo maior objectivo é demonstrar que a força de vontade nos move e, quando grande, consegue tornar tudo possível. Até o inimaginável!

Joana Figueiredo says:
at: 07/07/12, 12:09 disse...

são pois *.*
Lutas por quem realmente merece, tu vais saber a altura em que tens que lutar bé, believe.

sofia m. says:
at: 07/07/12, 12:13 disse...

Sim, e o teu está bem melhor :)

Marisa Engenheiro says:
at: 07/07/12, 12:16 disse...

Nem tanto. Já lhe deu mais

Joana Filipa says:
at: 07/07/12, 12:36 disse...

o meu pai tem uma doença, grave.

Marta Almeida says:
at: 07/07/12, 12:38 disse...

Nesses dias em que vai, tenta a abstrair te para não nao pensares tanto nele, ta com amigas, ajuda sempre :)

Marta Almeida says:
at: 07/07/12, 12:38 disse...

Oh obrigado querida! :)

Raquel says:
at: 07/07/12, 12:47 disse...

Não te preocupes porque oportunidades não te vão faltar no futuro querida :)

Vanessa ൪ says:
at: 07/07/12, 13:09 disse...

de nada *

Sarafaela says:
at: 07/07/12, 13:09 disse...

sim mas se calhar fazia-vos bem mas lá no fundo magoavam-se

Marina Pinho says:
at: 07/07/12, 13:26 disse...

Hei muito bem! Parece mesmo que gosta de falar contigo :D

inês says:
at: 07/07/12, 13:27 disse...

ora essa! está pois, gosto imenso do design:)

acredito que seja, por isso é que está muito bom!

marianad. ♥ says:
at: 07/07/12, 14:19 disse...

ahahaha , claro que é casar só daqui a um dia (;
mas se não queres magoar-te mais tens que parar de obter informações por ela :\

Cláudia Ribeiro. says:
at: 07/07/12, 14:32 disse...

Não há maneira de protegeres o teu coração, a vida vai mostrar que há coisas que não podem ser evitadas.

Andreia says:
at: 07/07/12, 14:40 disse...

Sim conhecer gente nova ajuda-nos bastante, porque desligamo-nos dos nossos problemas e começamos tudo de novo com outra pessoa, mas não te apaixonas por uma pessoa assim tão depressa, tem tudo a ver com seguires o teu coração. Quando me aconteceu isso, a única pessoa que me conseguiu "levantar" foi um colega meu que eu nem gostava, que eu achava que era convencido e isso tudo, mas depois disso tudo foi o que me fez rir, foi o que me fez esquecer e ainda me ajudou com isto tudo porque foi falar com a pessoa em questão... O que interessa é que eu pensava que estava a começar a gostar dele e comecei-me a afastar-me, mas depois apercebi-me que apenas é impossível gostar doutra pessoa assim tão depressa. E segui o que o coração me disse, e acredita foi a melhor coisa que fiz.
Eu sei como é, eu nessa altura mandei os meus pais passear e tinha discussões horríveis. O que meu conselho para isso é respirares fundo, contares até 10, calares-te ao máximo quando sabes que vais "magoar" alguém e (no meu caso) ouvires musica, porque acalma sempre.
É uma história complicada, houve mentiras, desconfianças, roubos de amores, a sério foi complicado, uma coisa é certa eu cheguei mesmo a uma altura de estar tão farta daquilo, da rotina das discussões diárias, que apenas desisti, e quanto mais desistia mais nos aproximava-mos e aos poucos falamos sobre o que aconteceu e hoje em dia ela já falamos de tudo e ela dá-me conselhos sobre as coisas... como vês as coisas estavam horríveis e endireitaram-se só tens de ter calma e tentar confiar nela, por muito complicado que seja. Se tiveres que lhe pedir que te prove não faz mal, ela vai-te provar as coisas tantas vezes que vais chegar a uma altura que vais começar a acreditar.
A questão como disse em cima é que ela tem que te mostrar, para acreditares é como um ciclo, e outra coisa: pediste-lhe porque não acreditavas ou porque querias ver a conversa?! É que uma coisa é tu pedires porque se for ela a contar é uma coisa e se ela te mostrar é outra, e outra é quando ela tem de te mostrar que conversou mesmo com ele.

listen to your heart says:
at: 07/07/12, 14:57 disse...

o que?

addy ♥ joão says:
at: 07/07/12, 15:09 disse...

os sentimentos, infelizmente nao se controlam, mas tens de arranjar a melhor forma de tentar meter-te bem, há tua maneira.

Mariana Ferreira says:
at: 07/07/12, 15:23 disse...

obrigada, segui também*

inês * says:
at: 07/07/12, 16:09 disse...

não é deixar que afecte o meu peso, eu simplesmente não consigo comer ! sei lá, sinto-me magoada e nem fome tenho, se como é mesmo para ninguém perceber o que se passa comigo. não quero que ninguém saiba exactamente , não quero que os que me rodeiam saibam, pois ai e maneira deles serem comigo , iria mudar. simplesmente não quero isso. fumo pois era o que ele fazia e eu lhe dizia para não o fazer, por causa da sua saúde. dizia para não fumar e agora , agora quem fuma sou eu. talvez por ser a única coisa que me faça lembrar dele. quanto ao desprezo, ele não mo dá. sabes ? o sentimento entre nós mantém-se. mas tal como ele, eu também o magoei. e ele revelou-me o seu sentimento, mas eu sou demasiado orgulhosa para lhe dizer o meu. já nem sei se é orgulho , ou simplesmente o estar demasiado magoada e não querer sofrer mais. todas as noites o procuro. se não sair, eu vou à rua de propósito, procurá-lo. olhar em direcção da multidão e tentar encontrar o seu rosto.

addy ♥ joão says:
at: 07/07/12, 16:14 disse...

os homens são diferentes das mulheres, sempre serão, e nos sentimentos é onde isso há com mais frequencia, ele nao os controla, apenas vive agora outros sentimentos.
(eu nao sei o que se passou entre voces, por isso nao sei as reaçoes dele)

Sandra'Ferreira says:
at: 07/07/12, 16:27 disse...

as coisas acontecem sem nos aperceber-mos bby, vai há luta! :)

Sara Louro says:
at: 07/07/12, 16:32 disse...

acho mesmo que estas enganada :P

- Susana . says:
at: 07/07/12, 16:39 disse...

Final do mes :)

Cláudia Ribeiro. says:
at: 07/07/12, 17:52 disse...

Podes fechar o teu coração para o mundo, não voltar a amar, e viver assim para o resto dos teus dias e achas isso justo? Justo para ti. Não amar, nem deixar que te amem? Desculpa a sinceridade mas acho isso uma estupidez. Olha para mim, eu quis fazer o mesmo, tentei, acredita. E agora, percebi que existem coisas que não se podem controlar e o coração é uma dessas coisas. Sinceramente, agora acho-me um bocadinho estúpida por ter fechado o meu coração durante tanto tempo, não tens noção do que foi, não me aproximar de ninguém nem deixar que se aproximassem. Afastei-me de tudo e todos, para quê? Agora percebi que o 'amor' vale a pena, vale tudo, acredita. E acabei assim, completamente apaixonada e feliz! O que te garante que desta vez, não vais ser muito feliz? Não tens garantias de nada, mas estás viva para alguma coisa princesa!

Margarida says:
at: 07/07/12, 18:09 disse...

sim *-*

Renata says:
at: 07/07/12, 18:12 disse...

Tens de ter calma e esquecê-lo para poderes ser feliz.

Algo Estranho... Alguém Diferente! says:
at: 07/07/12, 18:40 disse...

se o quiseres adquirir basta dizeres-me querida :) que eu envio por correio.<3

Mariana Ferreira says:
at: 07/07/12, 21:48 disse...

tem que ser ;)

Danii says:
at: 07/07/12, 22:34 disse...

tens de esperar querida, ficar mais um Verão fechada em casa é que não!

listen to your heart says:
at: 07/07/12, 22:54 disse...

acho que não

Bruna Silva says:
at: 08/07/12, 01:50 disse...

oh não tens de agradecer nada, é bom saber que te fiz sorrir nem que tenha sido por instantes (':
fico muito feliz que tenhas gostado do meu texto e vais ver que um dia, quando menos esperares, vais encontrar alguém assim que te ajude e te reconforte. só tens de continuar a lutar e a sorrir (: um beijinho

catarina says:
at: 08/07/12, 12:05 disse...

Muito obrigada. Claro, vê se agora já aparece.

Catarina F ;) says:
at: 08/07/12, 12:10 disse...

Uiiii, isso é muito mau querida ;s Mas eu acho que o melhor era mesmo falares com ele, não digo que não te irá custar a mesma, mas ao menos assim sabes realmente o que ele pensa/sentia....penso que assim já podias decidir melhor o que fazer ;s

Marina Torres says:
at: 08/07/12, 14:12 disse...

Há pessoas q não merecem mesmo nada de nós.

m. says:
at: 08/07/12, 14:31 disse...

Uma das mulheres da minha vida, é isso.

andrii says:
at: 08/07/12, 15:14 disse...

Se queres que te diga, não sei, mas vou fazer de tudo para o arrancar do meu coração. Ou melhor, para deixar de estar apaixonada por ele, porque amá-lo, isso vai ser para sempre, sem sombra de dúvidas.

Gostei muito do teu texto, querida <3

Marianaa says:
at: 08/07/12, 16:14 disse...

Muito bom :) vou seguiir

Marina Pinho says:
at: 08/07/12, 17:57 disse...

“— Quero você.
— Não, não quer.
— Sim, eu te quero.
— Não, não quer.
— Eu te amo.
— Não, não me ama.
— Sim, eu te amo e te quero pra mim.
— Não, você não me ama e você não me quer.
— Porque você está dizendo isso?
— Porque eu não te amo, eu não te quero, eu te odeio.
— Eu sei que isso não é verdade.
— Porque diz isso? É verdade sim.
— Não, não é. Porque quando você fala isso, você não olha nos meus olhos.
— Eu posso dizer isso olhando nos seus olhos.
— Então diz.
Ela fica com a cabeça baixa.
— Porque insiste em tentar se enganar?
— Porque eu não quero me apegar, dizer que te amo, que te quero e que você é tudo pra mim e depois você enjoar de mim. Não quero depender de você e depois você ir embora.
— Não vou embora.
— Esse é o problema.
— Qual?
— Todos dizem isso.
— Eu não sou todos.
— Mas vai fazer como todos, ir embora.
— Não vou. Olha nos meus olhos.
Ela levanta a cabeça e olha nos olhos dele.
— Eu te amo, não vou embora.
— Promete?
— Prometo.
Ela sorri e diz olhando nos olhos dele:
— Eu te amo e te quero pra mim.
— Você já me tem.
— Tenho?
— Pra sempre.”

Lembrei-me de ti e da tua história com o outro

Isaa ♥ says:
at: 08/07/12, 17:59 disse...

Ola ! =)
posso pedir-te um favor?
http://concurso-amador.blogspot.pt/
Podes votar no meu blog por favor?
é uma boa oportunidade para mim e precisava que votasses em mim...
Eu inscrevi-me no melhor design e melhores textos e o meu blog é o Never Give Up
Vota por favor ! *.*
Preciso imenso do teu voto


Divulga se quiseres

Raquel says:
at: 10/07/12, 14:17 disse...

Tens de conseguir separar o teu coração dessas coisas, não deixar que nada o afete.

~ Enviar um comentário ~

comenta (:

+

Seguidores

Espreitadelas:

α♥. Com tecnologia do Blogger.

♥ em letters

.

⇨ facebook

⇨ tumblr

⇨ SEGUE