12.9.13

obrigada.


As férias estão a acabar, e por isso, queria descrevê-las. Queria contar as melhores férias que tive, mas parece que as palavras fogem de mim. É sempre assim quando estou feliz, torna-se difícil expressar o que sinto, talvez porque as minhas palavras nunca irão igualar esse sentimento. Mas enfim, as minhas férias resumem-se a ti. Resumem-se a milhares de momentos. A montanhas de sorrisos. A um turbilhão de sentimentos. As minhas férias foram uma constante do teu sorriso. Foram tão especiais como o teu abraço. Foram tão importantes como o teu amor. Resumiram-se a uma catrefada de planos, de maneira a puder estar contigo. E do início ao fim, apareces a meu lado nas minhas memórias. Em milhões de festas. Em milhões de dias de praia. À conversa com a minha mãe. A dar-me a mão. A abraçar-me fortemente. Dia após dia, deste-me mais um momento perfeito. Mais algo para guardar na caixinha de memórias que é o meu coração. E em tão pouco tempo, tornaste-te tanto para mim. Fizeste-me descobrir como é ser acordada por um beijo. Fizeste-me descobrir como é atirar água na praia à pessoa que amamos. Como é ver as estrelas deitada na estrada, abraçada a alguém. Como é sair de casa às escondidas a meio da noite. Conquistaste a minha confiança, e totalmente o meu coração. Sabes bem o quanto te agradeço por isso. Sabes que te devo todos os meus sorrisos. E nem imaginas o quanto tudo isto é tão bom. Adoro sentir-me tão leve devido à felicidade. Adoro sentir-me especial, sentir-me amada. Adoro tudo isto que só tu me fazes sentir. São aquelas borboletas no meu estômago, aquele bater rápido do coração, aquele nervosismo antes de te ver, aquela estonteante alegria que sinto na tua presença, aquela felicidade que levo comigo depois de estar ao pé de ti. Queria descrever tudo isso. Queria descrever-te. Queria descrever os nossos momentos. Queria descrever a maneira como me sorris. Queria descrever aquela tua maneira de me agarrares no rosto, e sussurrares que me amas. Queria descrever também a maneira como me enrosco no teu peito, bem aconchegada no teu abraço. Queria transcrever toda a minha felicidade e todo o meu amor. Queria abrir aqui o meu coração, para que todos o pudessem sentir da mesma maneira que eu sinto, e para que todos te pudessem ver da maneira que eu vejo. E ainda agora, olho para ti sem compreender o porquê de me amares a mim. Tu, és demasiado perfeito. E assim, só posso dizer-te que nem imaginas a sorte que tenho em te ter. A sério, obrigada. Obrigada por seres meu. Juro que a ti, eu não largo. 

~ 40 ♥: ~

Nea ♪ says:
at: 12/09/13, 13:44 disse...

Ainda bem que estás feliz princesa!

r: Não percebi o teu comentário princesa.
Mas agora está tudo bem*

Gabi. says:
at: 12/09/13, 20:23 disse...

eu o fundo quero o mesmo, obrigada querida*
ainda bem que estás assim tão feliz ;)

Sara Martins says:
at: 13/09/13, 18:42 disse...

expressas o que sentes, é o que importa (:
ainda bem (: eu tenho estado muito melhor (: tive um mês em baixo devido à operação que tive, fiquei um pouco abalado devia ao termo amizade. mas já passou, agora só me importa os verdadeiros e vou ver o que faço ao outro pessoal :b

Renata says:
at: 13/09/13, 18:45 disse...

Este texto está lindo.

SM. says:
at: 14/09/13, 14:50 disse...

porque tenho um a meu lado :) e é bom homem. Lindo texto!

Mariana. says:
at: 15/09/13, 11:30 disse...

ó querida mas fazes falta aqui na mesma :p
E podes não ter muito tempo, mas ades arranjar sempre um tempinho aqui e ali

s. says:
at: 15/09/13, 19:28 disse...

já vi que foram mesmo boas e ainda bem querida :))
quanto o teu momento chegar, vais ver que vai ser um dos melhores da tua vida. mas aproveita bem o secundário também :b

- Non White ॐ says:
at: 15/09/13, 21:29 disse...

R: ahah imagino

Inês Santos says:
at: 16/09/13, 10:50 disse...

Fui sim (: Muito obrigada, querida!
Assim torna-se chato.. Eu cheguei ontem. Tive umas excelentes férias, não me posso mesmo queixar. Mas o que é bom acaba depressa e este tempo passou num abrir e fechar de olhos, infelizmente.

Sara Martins says:
at: 16/09/13, 20:12 disse...

eu agora ando com o pé atrás na confiança de algumas pessoas :x
então, como foi o teu primeiro dia de aulas? (:

Gabi. says:
at: 16/09/13, 20:51 disse...

bem querida.. eu e ele namoramos durante 1 ano, mas ele consumia drogas sem eu saber, e quando eu descobri, tentei ajudá-lo, mas ele não quis ajuda, ele queria continuar naquela vida, acabamos por nos separar , só que vê-lo a fazer as figuras que fazia, vê-lo a ser espancado, a ir para o hospital, deixava-me muito perturbada .. então fui viver com um tio meu, durante vários meses, e agora voltei, e ele estava com outra pessoa, e como eu voltei ele apercebeu-se que ainda me "ama" e acabou com a rapariga , é o que ele diz, e pronto.. é isto..

Inês Santos says:
at: 17/09/13, 02:14 disse...

Logo que o horário é bom menos mal :) O que custa mais são estes primeiros tempos, até o corpo se habituar à rotina que perdeu durante as férias.

Mariana. says:
at: 17/09/13, 15:18 disse...

Claro que fazes ^^

Nelson Silva says:
at: 17/09/13, 18:57 disse...

O principal é a tua felicidade e não as palavras sairem bem, ou menos mal. *
Aproveita, muitas felicidades! Acredita. :)

Segui, xoxo!

Renata says:
at: 17/09/13, 19:07 disse...

Sim, claro. :)

Renata says:
at: 17/09/13, 19:07 disse...

Sim, claro. :)

Sara Martins says:
at: 17/09/13, 19:34 disse...

é com os erros que aprendem (:
eu já estou farta das aulas e só estou no segundo dia :x
aproveita a escola :b

Inês Santos says:
at: 17/09/13, 19:42 disse...

Acredito..! Eu vou começar amanhã e já estou com medo! Ando com os horários todos trocados ainda :s

Nelson Silva says:
at: 17/09/13, 19:51 disse...

Tens toda a razão! *

A Universidade? O meu primeiro dia foi o que sempre sonhei se queres que te diga... Pelo menos a primeira impressão! Estou a fazer o que gosto, a especializar-me a 100% e só penso mesmo em aproveitar!

E tu? Conta-me!

Sara Martins says:
at: 17/09/13, 20:12 disse...

duas tardes livres, segunda e quinta 4.40 e sexta 6.20.. não é mau de todo, mas a carga horária é muito grande e este ano é para doer, PAP para fazer e tenho de estudar para os exames porque quero tentar universidade.
quando começar duro é pior xd

Gabi. says:
at: 17/09/13, 20:43 disse...

sim.. eu temo que nunca deixe essa porcaria..

Renata says:
at: 17/09/13, 21:43 disse...

É sentido, e isso já o torna especial.

Mariana. says:
at: 17/09/13, 23:01 disse...

essencialmente porque és fofinha e fazes cá falta :p

- Non White ॐ says:
at: 18/09/13, 11:19 disse...

r: ahah percebo, mas já passou! pensa assim :)

SM. says:
at: 18/09/13, 14:16 disse...

eu também acho que escrevo melhor ao estar em baixo, mas também acho que escrevo melhor a falar de coisas tristes e duros...

Sara Daniela says:
at: 18/09/13, 18:34 disse...

r: Sim, o meu blog nem uma semana tem. Mas eu já sou velha aqui na blogo, eu tinha outro blog antes deste (:
E obrigada :D

Gabi. says:
at: 19/09/13, 20:43 disse...

eu queria deixá-lo para trás, mas não consigo..

Mariana. says:
at: 19/09/13, 21:43 disse...

pois está claro que és :p

Nelson Silva says:
at: 19/09/13, 23:43 disse...

Ainda tens muito, muito tempo para a Universidade! :) ***
Aproveita o que tens agora! **

xoxo, querida! :) *

Andreia says:
at: 20/09/13, 13:18 disse...

Desculpa demorar muito tempo, mas tem sido muito complicado vir à net na semana de praxe.
Acho que por um lado o rapaz tem razão o telemóvel acaba com o romance das coisa :p
Fico mesmo muito feliz por ti e (como já te tinha dito) aproveita tu mereces :D

Inês Santos says:
at: 20/09/13, 14:21 disse...

Como eu te entendo.. Fazia exactamente o mesmo e agora isto está muito complicado -.-

Renata says:
at: 20/09/13, 15:27 disse...

Então eu tenho razão!

Sara Daniela says:
at: 21/09/13, 16:30 disse...

r: Criei um blog novo porque fui descoberta no outro blog. Quando dei por mim, haviam pessoas que me conheciam a ler aquilo, o que me fez sentir desconfortável e pouco à-vontade para continuar a escrever lá, percebes? Então, criei uma nova conta e um novo blog (que está muito idêntico ao outro, com o mesmo nome e um design quase igual). Isto porque não me queria desfazer totalmente do outro, então mantive a minha "essência" xD

Sara Martins says:
at: 22/09/13, 00:42 disse...

sim (:

B* says:
at: 23/09/13, 16:19 disse...

o texto está simplesmente wow* identifico-me tanto com ele que nem imaginas! compreendo todas frases que o constituem, todos os momentos que passaste e toda a dificuldade em tentares exprimir o que sentes. este ano tornou-se mais difícil que nunca, porque é tudo tão grande, tudo tão intenso e puro, que nem eu própria sei bem o que sinto. só sei que é bom (: muito bom, aliás! felicidades linda**

Sereiα says:
at: 23/09/13, 16:56 disse...

Já somos duas xD

Marisa Engenheiro says:
at: 25/09/13, 18:20 disse...

Estamos ambas de parabéns :)
É mesmo, talvez, falo por mim, me tenha habituado a escrever ao passado. À saudade e à desilusão. E agora, as coisas estão bem. Estou feliz e apesar de todas as mágoas, consigo lidar com elas. Não sei se lhe perdi o jeito, mas não consigo sentar-me e escrever. Preciso de sentir uma necessidade enorme de deitar cá para fora, escrever sem pensar..

Cláudia Ribeiro says:
at: 28/09/13, 14:46 disse...

adoro o teu blog, completamente*

Agostinho Barros says:
at: 27/10/13, 20:32 disse...

texto lindo e este blog que nunca deixa de ser perfeito *-*

Nea ♪ says:
at: 12/11/13, 19:59 disse...

Espero que esteja tudo bem contigo princesa!

~ Enviar um comentário ~

comenta (:

+

Seguidores

Espreitadelas:

α♥. Com tecnologia do Blogger.

♥ em letters

.

⇨ facebook

⇨ tumblr

⇨ SEGUE