12.8.14

contigo, ou sem ti?



Talvez seja altura de parar de tentar. Altura de parares de ser um fardo na minha vida. Talvez esteja na hora de mudar. Na hora de parar de sofrer sem razão aparente. Tentar? Sinto-me a única a fazê-lo. A única a importar-se com esta relação sem rumo. Sinto-me perdida num labirinto, desesperada por uma saída. Só não sei se devo sair contigo ou sem ti. Tenho medo de desistir. Aprendi a ter-te na minha vida, a contar-te todos os meus segredos e medos, a ligar-te quando choro… Tornei-te em demasiado e não podia sentir-me mais arrependida. Vejo-me a perder a importância para ti. Sinto que só sei as tuas decisões quando elas esbarram em mim. Que nunca sei onde andas, ou o que fazes. Não sei quando vais sair, nem com quem. Já não sei nada sobre ti. Tu, meu namorado, és um desconhecido para mim. Não percebo os teus desejos e já não sei quais são os teus medos. Tu, a última pessoa que eu queria perder, és quem se encontra a fugir-me por entre os dedos. E desculpa, mas não tenho força para te agarrar mais. Tudo isto está a desgastar a minha alma e a destruir o meu coração. Eu amo-te. Amo-te tanto. E pior, isso é uma razão para chorar. É a principal razão para querer fugir de ti, para querer desistir enquanto posso. Só que não sei como fazê-lo. Não sei como estar sem ti. Como não correr para te contar o meu dia. Como não poder contar contigo. Nem sei o que deveria fazer a tudo o que me deste, às tuas fotografias, ou como iria apagar-te da minha memória. E o que mais me assusta é não saber como te iria esquecer. E nesse campo estou a milhares de passos atrás de ti. Tu, que cada vez me esqueces mais. E, sinceramente, não sei como lidar com isso. Não para de me remoer os pensamentos e de me ferir. És uma ferida aberta no meu coração. És um pesadelo na minha vida. Mas, ao mesmo tempo, és um desejo. Quero ter-te, mas quero largar-te. Quero que me ames, mas quero esquecer-te. Quero ficar contigo, mas não consigo tentar. É que simplesmente não consigo. Não me fazes sentir o que eu preciso. Não me mostras saudades ou vontade de estar comigo. Ou talvez apenas já não sintas isso, da mesma maneira que pouco ou nada sentes por mim. E sei lá, pensar nos nossos momentos felizes deixa-me tão mal, tão triste, com tanta vontade que tudo resulte. Mas nunca ninguém deixa de amar e apaixona-se novamente pela mesma pessoa. Não sou nada mais do que o teu passado. E tu continuas tão marcado no meu coração como sempre. Como no primeiro dia. E ninguém quer amar mais do que é amado. Por isso, quero ficar contigo, mas ao mesmo tempo quero ficar sem ti.

~ 3 ♥: ~

Ana. says:
at: 13/08/14, 12:33 disse...

pois foi querida, obrigada :3
muita força para tii

Ana. says:
at: 13/08/14, 16:50 disse...

Foi bastante engraçado sim :D

Ana. says:
at: 13/08/14, 23:12 disse...

um pouco longe de ti :p para os lados de tomar :D é bonito

~ Enviar um comentário ~

comenta (:

+

Seguidores

Espreitadelas:

α♥. Com tecnologia do Blogger.

♥ em letters

.

⇨ facebook

⇨ tumblr

⇨ SEGUE