31.5.15

S-a-u-d-a-d-e-s


Sabes, sinto o meu coração apertado devido às saudades que sinto. E, eu sei, é tão inapropriado senti-las. Já era tempo de ter ultrapassado. Sei que é o que as pessoas esperam de mim, sei que é também o que tu esperas de mim. Bolas! É até o que eu mesma esperava de mim. Esperava que, por uma vez, eu fosse simplesmente capaz de ultrapassar, sem «mas». Mas, acontece que foste demasiado especial. Acontece que tu tinhas todas as qualidades que eu procurava em alguém e que devia ter demonstrado melhor isso. E, dê por onde der, continuo a remoer-me a mim mesma acerca do que podia ou não ter feito, do que devia não ter feito e do que podia ter feito melhor. Continuo a ver as mensagens e a ter uma ínfima esperança de ter algo teu, a abrir o facebook e a esperar ter o teu pedido de amizade, continuo a chegar a casa e olhar para todos os lados só para ter a certeza que não estás à minha espera. E pior, é fazer isso mesmo tendo no pensamento «estás a ser parva, sabes que nunca vai acontecer». Realmente, eu sei isso e mesmo assim continuo a ter esperança, a desejar-te do fundo do coração. É que, sei lá, sinto falta do teu sorriso, sinto falta de entrar no carro do teu pai e sentir imediatamente o cheiro do teu perfume de café, tenho saudades dos teus beijinhos de boa noite, saudades da tua maneira de ser, saudades de te ouvir tocar bateria e de tentar eu mesma tocá-la, de estar nos teus concertos, de te ouvir cantar horrivelmente mal, das tuas danças, de quando me puxavas para dançar contigo, dos teus irmãos, das nossas competições de 8 Ball Pool, de quando me distraías dos meus estudos, de cozinhar contigo, de chegar a casa e já te ter à minha espera, das festas contigo, de ficar bêbada contigo, de te provocar e seduzir, de irmos juntos às compras, de escolher a roupa que ias usar, de pores o teu perfume em mim, da maneira como me sentia tão à vontade na tua presença, tenho saudades de correr escadas acima atrás de ti, de tu gozares comigo quando lavava os dentes, de me esconder no escuro do teu quarto para te assustar, de te pedir a meio da noite para me ires buscar água, chego a ter saudades até das coisas mais banais e, acima de tudo, sinto falta de ser amada por ti. Mas, não te preocupes, eu estou aqui no meu cantinho e não vou tentar entrar no teu.

~ 2 ♥: ~

Carina Sofia says:
at: 31/05/15, 19:22 disse...

É complicado quando isto acontece, mas tens que ser forte e continuar a lutar por ti e tentares ultrapassar as coisas!

Renata says:
at: 02/07/15, 20:24 disse...

Muita força!

Sigo o blog, gostei muito. :)

~ Enviar um comentário ~

comenta (:

+

Seguidores

Espreitadelas:

α♥. Com tecnologia do Blogger.

♥ em letters

.

⇨ facebook

⇨ tumblr

⇨ SEGUE