2.9.15

Que a realidade seja uma dança só nossa.



Sabes, tu estavas lá no meio da multidão e eu não conseguia parar de te fixar. Só pensava em como seria bom receber a tua atenção ao invés dos outros rapazes que estavam de volta de mim. Ainda sem te conhecer, queria-te. E foi incrível o facto de teres vindo até mim. Estavas a dançar nas minhas costas, provavelmente a reunir coragem para me abordares, e eu sorria loucamente. Só pensava na minha sorte, ter olhado para ti, ter-te achado lindo de morrer e tu teres mostrado interesse de volta. E, sei lá, parece que tudo passou a voar. Já passou mais de um mês em que nos encontrámos diversas vezes, quase sempre acabando em beijos. E que beijos! Só consigo aguardar impacientemente pela próxima vez e é uma sensação tão odiosa. E juro que tentei ao máximo não me encontrar nesta situação, tão desejosa, desesperada por carinho, tão afeiçoada a ti. Tentei forçosamente convencer-me a mim mesma de que não era nada mas o teu sorriso deitou por terra todas as minhas tentativas. E bolas! Não consigo parar de falar nele porque foi exactamente a primeira coisa que reparei em ti. Porque tu, com o raio desse aparelho, consegues ter o sorriso mais doce que já vi. E é tão irritante a forma como eu gosto da tua barba quando estava sempre a reclamar com o meu ex namorado para rapar a dele. Odeio barbas, simplesmente odeio. Como é que a tua pode ser bonita? E isso foi uma das minhas primeiras impressões sobre ti. Isso e o teu humor desenfreado pois é tal e qual como eu gosto, com aquelas bocas, aquele fazer-se de difícil, aquela mania de dizer o contrário do que se pensa. É assim que eu sou e eu adoro parecenças. Mas naquela primeira noite, quando me beijaste, nunca pensei que passasse disso. Não acreditei que passasse daquela noite, que não fizesses isso todos os dias, que alguém tão espectacular não tivesse raparigas melhores atrás. Era, sem dúvida, a pessoa mais sortuda da festa por ter sido escolhida por ti. E se inicialmente pensava assim, então agora… Mas é um erro. Um erro tremendo! Porque é que estou a lutar por alguém que tem o coração ocupado?  E também não sei o que isto é. Será sequer alguma coisa? Tão depressa parece que sim como no momento seguinte essa crença se evapora. E, o mais inacreditável, é que tu mesmo me avisaste. Foi como se logo de início me tivesses dito que não existem hipóteses e, mesmo assim, contra todas as expectativas eu tivesse continuado em frente. Mesmo sabendo que vais para o Porto, quis ficar contigo. Mesmo percebendo que amas outra rapariga, quis-me crer capaz de mudar isso. Como se eu pudesse ser reconstrutora de corações! Mas fogo, existe sequer forma de me afastar de ti? E quero isso? Ou prefiro ter a hipótese de te beijar mais uma vez? Será que prefiro tentar? Tanto posso ganhar esta batalha como deixar novamente o meu peito numa confusão. E como será que tudo isto vai acabar? Gostava que, para variar, as coisas corressem bem, mesmo quando todas as hipóteses estão contra mim. Mesmo quando parece que a probabilidade de me voltares a beijar seja mínima. Mas se é o que quero, é mesmo. Gosto demasiado da tua companhia. Mas, o melhor de tudo, é quando dançamos juntos. É como se o resto do mundo desaparece, como se não existisse mais ninguém para além de nós. Naquele momento sou apenas eu e tu, girando ao ritmo da música. E podes achar que não sabes dançar mas, no entanto, não tenho sequer palavras para descrever a forma como pousas a tua cabeça na minha, tão perto de um beijo, exatamente como nos filmes e, raios, é tão sedutor. E aquele modo como a tua mão nas minhas costas me aproxima mais e mais de ti? Nesse momento, tudo o que sinto é o teu perfume também maravilhoso. Faz-me desejar que a realidade fosse sempre uma dança só nossa.

~ 3 ♥: ~

Sarafaela says:
at: 12/10/15, 15:57 disse...

Ainda bem querida :)
Sim estão, umas coisas melhores outras piores nada fora do normal :)

Sarafaela says:
at: 14/10/15, 16:16 disse...

Eu também fiquei apaixonada por ela e pelo Jonh green, eu já li este livro mas gostei tanto que vou ler de novo

Carina Sofia says:
at: 15/10/15, 23:42 disse...

Não tem mal fofinha, eu também ando ausente um pouco. Eu estou bem e tu? tens novidades para mim? :)

~ Enviar um comentário ~

comenta (:

+

Seguidores

Espreitadelas:

α♥. Com tecnologia do Blogger.

♥ em letters

.

⇨ facebook

⇨ tumblr

⇨ SEGUE