22.12.15

Tinha tantas esperanças em nós.




 Acho que a única coisa que há a fazer é ralhar comigo mesma pelo quão fui ingénua. Deixo-me levar pelas palavras que desejo ouvir, mesmo quando todas as tuas atitudes indicam as mentiras escondidas por trás da tua voz. Acredito em ti mesmo quando toda a gente me avisa que não o devo fazer. Ignoro boatos, ignoro verdades, só te ouço a ti. Enches os meus ouvidos com a melodia da tua voz e é tudo o que quero ouvir! E isso, oh, isso é um problema tão grande. É exactamente por essa minha insistência em ser tão tua que me encontro nesta situação. Sinceramente, eu tentei com todas as minhas forças, lutei o máximo que pude contra isto. Mas o que posso fazer agora que estou completamente apaixonada? Caí em ti como se fosses um poço sem escada, afundei-me na maravilha do teu sorriso, no toque dos teus dedos. Apaixonei-me por todos aqueles nossos pequenos momentos roubados nas festas, pelas raras vezes em que foste meu. Mesmo contra todas as impossibilidades quis acreditar que ia resultar. Era eu contra o que sentias pelo teu passado, contra a distância, contra todas as raparigas que se metiam contigo. Quis-me crer capaz de ganhar. Achei-me REALMENTE capaz de vencer tão estúpida batalha. E no que me meti eu agora? Num amor não correspondido, um amor que me tira a vontade de dormir, que me faz desesperar por pedaços por ti. Como é que posso aceitar que tu simplesmente não tenhas vontade de falar comigo? Que queiras espaço de mim? Tenho tanto medo do que está a acontecer na tua vida enquanto te dou o que pediste. Estou apavorada com a possibilidade de estares a aproximar-te de outra rapariga ou, talvez, das mesmas com quem juraste já não falar. Toda a nossa história foi resumida a nada. Eu não sou nada e, durante todo este tempo, achei que ia resultar verdadeiramente. Estupidamente, quis-me acreditar diferente. Tinha tantas esperanças em nós.

~ 1 ♥: ~

Ísis says:
at: 01/02/16, 01:46 disse...

Doi muito quando queremos tanto alguém e não podemos concretizar esse desejo. Nesses momentos só queremos que o passado tivesse durado mais um instante porque julgamos que o saberíamos aproveitar como nunca... A maior força, doi muito, mas tu vais conseguir ultrapassar.

~ Enviar um comentário ~

comenta (:

+

Seguidores

Espreitadelas:

α♥. Com tecnologia do Blogger.

♥ em letters

.

⇨ facebook

⇨ tumblr

⇨ SEGUE